WhatsApp
Loading

FALE COM NOSSO CORRETOR

PREFERÊNCIA DE CONTATO:

SOLICITE NOSSA LIGAÇÃO

PREFERÊNCIA DE CONTATO:

Mensagem enviada

Sua mensagem foi enviada com sucesso.

Você terminou!

Obrigado por preencher nosso formulário de feedback de pesquisa de compradores, alguém da nossa equipe entrará em contato com você em breve. Estamos ansiosos para ajudá-lo.

Bem-vindo a Authentic!

Obrigado por se escrever a nossa Newsletter.

Download completo!

Por favor, verifique seu e-mail para baixar nosso e-book.

Mensagem não enviada

Não foi possível enviar sua mensagem.

Servicios en español

Ofrecemos servicios en español. Contáctenos!
Precisa validar seu diploma nos EUA? saiba o que fazer!
Precisa validar seu diploma nos EUA? saiba o que fazer!

Descubra quais as etapas necessárias para tornar o seu diploma universitário válido também fora do país

Concluiu a faculdade com sucesso? Parabéns! Esse é um momento realmente mágico na vida de uma pessoa e marca uma conquista muito importante, sobretudo para a carreira profissional.

Mas se você deseja buscar oportunidade de trabalho nos Estados Unidos, será necessário percorrer um caminho para tornar o seu diploma válido também no território norte-americano. Por isso, neste artigo, entenda como validar diploma nos EUA e, assim, ter todo o necessário para começar a sua carreira internacional!

1. Faça a tradução juramentada dos seus documentos

O primeiro passo para validar diploma nos EUA é saber que para tornar qualquer documento válido no exterior é ter consigo a tradução dos seus documentos. “Mas que documentos, afinal?”, são eles:

  • Histórico escolar completo;
  • Diploma do curso de ensino superior;
  • Declaração de conclusão do curso contendo a data da colação de grau;
  • Declaração do conselho regional comprovando a inscrição no órgão de classe;
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Documento de identidade.

Para isso serve a tradução juramentada, que nada mais é uma tradução do português para, no caso, o inglês, feita por um profissional certificado para a realização desse tipo de trabalho.

Um tradutor juramentado é um profissional de tradução concursado e cadastrado na Junta Comercial do Estado, o que o qualifica para traduzir documentos oficiais e outros materiais que requeiram total autenticidade, fidelidade de informações e segurança.

2. Inicie o processo de acreditação

No Brasil, a única profissão que exige uma aprovação prévia para inscrição no conselho de classe é a advocacia. Ou seja, mesmo após graduar na faculdade de Direito, um bacharel não pode se tornar um advogado sem antes passar pela prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Mas nos Estados Unidos, a situação é outra. Várias profissões exigem uma prévia acreditação, ou seja, aprovação por um exame que torna o candidato apto ou não para o exercício de determinado cargo.

Por isso, após traduzir os documentos que comprovam a devida formação em curso superior no Brasil, é necessário entrar em contato com uma instituição específica, de acordo com a sua profissão, para realizar a acreditação, cujo processo dura em média de 5 a 12 meses.

Essa prova é paga e as questões são 100% em inglês, afinal para ser apto de seguir carreira profissional e trabalhar nos EUA, é necessário também provar que o idioma está afiado.

3. Curse as disciplinas faltantes caso seja necessário

Jovens sentados a mesa estudando

Com todos os documentos devidamente traduzidos por um profissional de tradução juramentada, o próximo passo é descobrir qual o curso compatível com o seu nos Estados Unidos. A partir daí será necessário passar por uma etapa chamada de educational credits.

O Educational Credits nada mais é do que cursar disciplinas faltantes do curso em uma universidade nos EUA, de acordo com as divergências encontradas na grade curricular. Isso já é bastante comum no Brasil em universidades até da mesma cidade, e quando o aluno transfere o seu curso de uma instituição de ensino para outra, esse processo costuma acontecer.

4. Revalide a sua residência, caso seja profissional da saúde

As etapas de validação do diploma nos EUA são, em geral, bastante simples. Contudo, no caso específico dos profissionais da área médica, a coisa ganha uma etapa a mais. Isso porque as residências realizadas no brasil, não tem validade nos Estados Unidos.

O que significa que aqueles que são graduados em áreas como medicina e psicologia, terão que passar obrigatoriamente por um novo período de residência na Terra do Tio Sam para poderem exercer a sua profissão.

Passo a passo de como validar a residência médica nos EUA

Veja a seguir quais as etapas envolvidas no processo de validação da residência médica nos Estados Unidos.

  • Faça o registro na ECFMG;
  • Aguarde a aprovação dos documentos traduzidos e, em seguida, agende o exame.

Antes do início do período de residência, o candidato precisa passar por alguns exames, são eles o Step 1, Step 2 CK e o Step 2 CS. Tanto o Step 1 quanto o Step 2 CK podem ser realizadas no Brasil, antes de ir para os Estados Unidos. Contudo, o exame Step 2 CS é, obrigatoriamente, realizada nos EUA – por se tratar de uma prova prática.

O candidato que obtiver êxito em todas essas provas receberá o certificado ECFMG, essencial para tornar o candidato agora um médico habilitado nos EUA. A partir daí sim, o médico pode dar início ao seu período de residência.

Agora que você já sabe como validar diploma nos EUA, basta dar início ao processo e planejar também a sua mudança para os Estados Unidos. Na hora de escolher onde vai morar, considere optar por uma região cujo clima é muito semelhante ao do Brasil, como o estado da Flórida.

Milhares de brasileiros já escolheram a Flórida como o seu novo lar nos Estados Unidos, e o que não falta é motivo para isso.