WhatsApp
Loading

FALE COM NOSSO CORRETOR

PREFERÊNCIA DE CONTATO:

SOLICITE NOSSA LIGAÇÃO

PREFERÊNCIA DE CONTATO:

Mensagem enviada

Sua mensagem foi enviada com sucesso.

Você terminou!

Obrigado por preencher nosso formulário de feedback de pesquisa de compradores, alguém da nossa equipe entrará em contato com você em breve. Estamos ansiosos para ajudá-lo.

Bem-vindo a Authentic!

Obrigado por se escrever a nossa Newsletter.

Download completo!

Por favor, verifique seu e-mail para baixar nosso e-book.

Mensagem não enviada

Não foi possível enviar sua mensagem.

Servicios en español

Ofrecemos servicios en español. Contáctenos!
Economia de Orlando ultrapassa Miami em 2015
Economia de Orlando ultrapassa Miami em 2015

Orlando supera Miami e ganha posto de economia mais forte da Flórida em 2015

São boas as notícias para quem pensa em comprar casa em Orlando e melhores ainda para os brasileiros que veem a cidade como um grande polo de investimento. De acordo com o Departamento de Inteligência da Comissão de Desenvolvimento Econômico de Orlando (OEDC em inglês), a cidade já detém a economia mais forte de toda a Flórida, superando Miami. Segundo o órgão, o Produto Interno Bruto de Orlando (GPD em inglês), ficou em 3,4% em 2014, 0,4% maior que o de Miami.

O cenário extremamente favorável mostra que o futuro promissor que se esperava já se tornou realidade e, ao que tudo indica, ainda tem muito chão pela frente. Na verdade, muito turismo, muitos imóveis, muitas oportunidades principalmente em saúde, na área de seguros e na industrial, ainda que nesta última permaneça de alguma forma dormente.

São estes nichos que impulsionam os resultados e chamam cada vez mais a atenção de investidores que não pensam na região apenas como uma opção para as férias, mas como detentora da conjuntura certa para fazer bons negócios. Comprar casa em Orlando cada vez mais mostra-se uma saída extremamente viável e lucrativa para os brasileiros que desejam mais qualidade de vida em uma cidade segura, limpa, divertida, culta e próspera.

Orlando é uma cidade visionária, que não tem medo de diversificar e arriscar, o que fez com que a economia se recuperasse rapidamente após a bolha imobiliária de 2008, quando o preço dos imóveis chegou a cair em até 50%. Um ano depois da recessão a região já mostrava sinais de crescimento: desde então os setores de bens e serviços pularam dos US$ 100 bilhões para US$ 116 bilhões em faturamento em 2014, uma elevação de 16% em apenas cinco anos.

Em todos os Estados Unidos, Orlando só foi superada por quatro outras regiões metropolitanas – Denver, graças à onda de investimentos energéticos que favoreceu todo o oeste americano; Nashville, por causa do crescimento de pequenas empresas já instaladas na área; e Portland e Austin, que ganharam força devido ao desenvolvimento industrial.

Não é preciso ser expert para entender o que acontece com a cidade nem identificar suas potencialidades. Orlando ferve em cada esquina, em cada shopping, em cada restaurante ou parque temático. Imóveis cada vez mais luxuosos despontam abrigando turistas que se multiplicam todos os dias no aeroporto internacional, entre eles muitos que chegam para ficar e para investir.

E não há como não gostar de Orlando, do clima agradável, da segurança das ruas, das facilidades oferecidas, da qualidade dos serviços, do preço e do gabarito dos imóveis, dos shoppings, da sua gastronomia, da sua cultura variadíssima e das charmosas cidades ao seu redor. Os dados só mostram que, mais do que nunca, é época de investir e morar em Orlando, aproveitando os nichos que se apresentam e reservando sua parte nesse futuro, ao que tudo indica grandioso, que já começou.