WhatsApp
Loading

FALE COM NOSSO CORRETOR

PREFERÊNCIA DE CONTATO:

SOLICITE NOSSA LIGAÇÃO

PREFERÊNCIA DE CONTATO:

Mensagem enviada

Sua mensagem foi enviada com sucesso.

Você terminou!

Obrigado por preencher nosso formulário de feedback de pesquisa de compradores, alguém da nossa equipe entrará em contato com você em breve. Estamos ansiosos para ajudá-lo.

Bem-vindo a Authentic!

Obrigado por se escrever a nossa Newsletter.

Download completo!

Por favor, verifique seu e-mail para baixar nosso e-book.

Mensagem não enviada

Não foi possível enviar sua mensagem.

Servicios en español

Ofrecemos servicios en español. Contáctenos!
A economia dos EUA em 2015
A economia dos EUA em 2015

Entenda o crescimento econômico dos EUA em 2015 e saiba como o país conseguiu se reerguer após a crise.

Pela décima vez seguida o relatório Focus, que o Banco Central acaba de divulgar nessa segunda-feira, 21 de setembro, prevê uma redução de 2,70% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2015, o pior resultado em 24 anos, ou seja, desde que caiu a 4,35% em 1990. A inflação deve fechar o ano em 9,34%, sendo que o PIB já deve começar 2016 com um recuo de 0,8%. O cenário cada vez mais assustador não é nada parecido com o dos Estados Unidos, que fecha o quinto trimestre seguido em crescimento, com PIB de 3,7%. Para se ter uma ideia do ritmo da economia americana, a primeira estimativa de crescimento do PIB, feita em 30 de julho, apontava para 2,30%. Os EUA mostram-se cada vez mais o ambiente perfeito para os brasileiros que querem proteger seu capital com investimentos seguros, principalmente em imóveis, cujos preços são absurdamente mais baratos do que no Brasil.

Comprar casa em Orlando é um investimento cada vez mais seguro

É interessante notar, por exemplo, que dois dos fatores que levaram os analistas americanos a reavaliar o índice do PIB inicialmente calculado em julho foram justamente o aumento dos investimentos fixos residenciais e o gasto dos consumidores, responsável por mais de dois terços da atividade econômica e que, sozinho, passou de 2,9% calculados anteriormente para 3,1% revisados no final de agosto.

O mercado imobiliário americano atingiu um grau de maturidade em que os preços estão alcançando uma estabilidade, principalmente em relação aos preços brasileiros e ao padrão de construção de casas e apartamentos, dentro e fora de condomínios. Hoje, comprar casa na Flórida, por exemplo, é a saída encontrada por milhares de brasileiros que pretendem blindar suas finanças com um investimento seguro e altamente lucrativo.

Além das vantagens de uso do imóvel para moradia fixa ou de férias, a aquisição de um imóvel para aluguel por temporada para outros brasileiros tem-se transformado em uma renda extra mensal segura, que não só possibilita o retorno do valor investido, como lucro durante todo o ano. De acordo com órgão oficial de turismo da cidade, o Visit Orlando, em 2014 foram mais de 62 milhões de turistas, com a arrecadação de mais de US$ 200 milhões em impostos.

Economia dos EUA em 2015 está favorável para novos negócios

No entanto, como toda moeda tem dois lados, se o bom resultado do Produto Interno Bruto americano representa a solidez do mercado financeiro, pode também dificultar a vida dos brasileiros que não aproveitarem as boas oportunidades de agora: é bastante provável que o Federal Reserve sinta-se finalmente confortável o suficiente para aumentar a taxa de juros, que desde a crise financeira internacional tem sido mantida entre zero e 0,25%.

A alta dos juros funcionaria como uma garantia aos Estados Unidos para enfrentar o confuso e turbulento crescimento da economia mundial, principalmente frente à desaceleração da China e a estimativa de freada do desenvolvimento da América Latina capitaneada pelo fraco desempenho brasileiro e pela crise hídrica, segundo estimativas do Fundo Monetário Internacional (FMI).

A medida pode, futuramente, afetar o bolso dos brasileiros interessados em aproveitar as facilidades apresentadas hoje para financiamento de imóveis para estrangeiros, com os juros muito baixos e praticamente sem burocracia. O momento ainda é extremamente favorável à compra de casas em Orlando para aluguel por temporada, com garantia de retorno e a renda de bons lucros. A dica é procurar uma imobiliária especializada em negócios para brasileiros e blindar o capital em um investimento certo e totalmente legalizado no exterior, aproveitando o fortalecimento da economia americana.